NÚCLEO TECNOLÓGICO MUNICIPAL

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Força total na educação



Publicação inédita traz boas práticas de tecnologia educacional nas escolas brasileiras

Áurea Lopes

ARede nº 100 - setembro/outubro de 2014

O Anuário ARede, em sua 7ª edição, inova e lança uma versão temática, que vai abordar as boas práticas educacionais que utilizam tecnologias da informação e da comunicação (TICs). Será feito um levantamento de programas, projetos e ações isoladas em escolas públicas e privadas, nos níveis de ensino fundamental e médio.

A proposta é mostrar de que forma o processo de ensino e aprendizagem pode ser apoiado – e, mais que isso, inovado! – por tecnologias digitais de qualquer natureza. Quando olhamos para nossas crianças e jovens, temos a certeza da força motivadora e desafiadora de computadores, celulares, tablets, softwares educacionais, games educativos, redes sociais. Mas ainda não conseguimos, na maior parte das salas de aula, aproveitar todo esse potencial”.

Para captar boas experiências país afora, capazes de inspirar e impulsionar o desenvolvimento de mais práticas, o Anuário ARede traçou duas estratégias. Foi constituído um Comitê de Apoio Editorial, composto por educadores, acadêmicos, especialistas em tecnologia, representantes de governos, de empresas. Esse time de especialistas fez indicações de iniciativas que conhecem.

A outra estratégia foi em parceria com a plataforma Caindo no Brasil, um repositório online  para quem queira compartilhar seu projeto ou consultar o banco de escolas.
Entre as indicações do comitê e as iniciativas da plataforma, foram selecionadas 30 para receber a nossa equipe de jornalistas, que farão as reportagens para a edição impressa do
Anuário ARede 2014.
revista-arede-100-especial-forca-total-na-educacao-02
É importante ressaltar que a seleção de escolas e projetos não se trata de um ranking. A edição impressa trará uma amostragem pra dar uma ideia do que está sendo feito em termos de tecnologia voltada à Educação no Brasil. Assim, contemplará as diversidades de regiões do país, de idades de estudantes, de níveis de ensino, de natureza de tecnologias, de visões pedagógicas.

As iniciativas que não constarem da edição impressa permanecerão publicadas na plataforma online, compondo um banco de saberes livre a aberto, para o compartilhamento de experiências. O banco será atualizável pelos responsáveis pelas iniciativas, de modo a construir, colaborativamente, um registro histórico da evolução dos projetos.

No segundo bloco de reportagem, o Anuário trará um Guia de Produtos e Serviços. O leitor terá acesso a soluções, produtos e serviços de tecnologia da informação e da comunicação para escolas, com descritivo das características, aplicações e indicações de fornecedores. O Guia tem como propósito auxiliar gestores e educadores a ampliar o conhecimento sobre as possibilidades de ferramentas educacionais digitais e identificar as mais adequadas para seus projetos.

O Anuário ARede será lançado dia 17 de novembro, durante a cerimônia de entrega do Prêmio ARede, que vai acontecer  no Instituto Itaú Cultural em São Paulo. Todo o conteúdo da publicação, a exemplo das edições anteriores, ficará disponível online no Portal ARede, para ler e baixar, sob licença Creative Commons By SA. No portal é possível também encontrar todas as edições anteriores do Anuário.
Para conhecer as iniciativas inscritas no Anuário TICs na Educação, ou inscrever a sua: goo.gl/bHhPTM.  

Fonte: http://www.arede.inf.br/edicoes-anteriores/244-edicao-n-100-setembro-outubro-2014/7122-especial-forca-total-na-educacao

Nenhum comentário:

Postar um comentário