NÚCLEO TECNOLÓGICO MUNICIPAL

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

O Natal e a Família

Trago este texto do amigo professor Ciro Toaldo, Diretor da EMEB. Odércio de Matos, onde trabalhei muitos anos, com ele desejo a todos os sinopenses um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!

Neste último artigo de 2011, quando estamos prestes ao natal, precisamos enaltecer os aspectos positivos e rememorar as ‘boas lembranças da vida’, pois quem não teve problemas e dificuldades no decorrer desse ano? Natal é uma data mágica e importante para a história da humanidade, quem não tem boas lembranças do natal, sobretudo relacionado com a família? Cristo conviveu com sua família, nasceu pobre, em meio aos animais, mas, como Filho de Deus, ainda em seu berço nos demonstrou que o próprio Deus necessita da convivência familiar.


Não existe a menor dúvida que a formação sólida e integral do ser humano passa pela vida familiar. O que seria do mundo se na família não aprendêssemos lições de amor, respeito, humildade, seriedade, honestidade, justiça, carinho, dedicação, amizade e tantas outras virtudes? Essa é uma lição que não podemos esquecer. Infelizmente existem muitos que não conseguem ver na família os alicerces da vida social.

É pela convivência familiar que o ser humano tem equilíbrio, ponderação e é capaz de ver o mundo, não apenas para o seu próprio beneficio. Nesse tempo de reflexão não podemos esquecer da família de Nazaré que é um grande exemplo de simplicidade. Há mais de dois mil anos eles nos ensinam o segredo da felicidade humana: não se apegar aos bens materiais. Como seríamos pessoas diferentes se tivéssemos a família de Nazaré como sustentáculo de nossas vidas! É como diz o Padre Zezinho em uma de suas canções: ‘se as mães fossem como Maria, se os pais fossem como José e se os filhos parecessem com Jesus de Nazaré’ nosso mundo teria outro direcionamento.

No resgate da memória e da ‘saudade’, queremos expressar um pouco da nossa convivência familiar. Não sei como era possível, mas em nosso tempo de menino, natal era sinônimo de ‘família reunida’ e de festa. Essa era uma tradição dos avós maternos que na simplicidade conseguiam reunir toda a família de maneira especial: filhos, genros, netos, sobrinhos, tios e tantos outros, numa emocionante reunião familiar, aonde desde a chegada, tudo eram preparados com carinho, não faltando calor e afago humano. Que belas confraternizações eram aquelas! Sem modéstia ou hipocrisia, era algo magnífico que ficávamos esperando o ano todo!

Esse emocionante encontro, regado com canções natalinas e repertório de canções italianas, levando velhos, adultos, jovens e crianças a se encantar com as melodias. São canções que jamais serão esquecidas.

Nesse tempo natalino, propício para reavivar a vida em família, tempo de saudade e boas lembranças temos que entender que o grande sentido do natal é ter a família reunida; mesmo que não tenhamos mais os ‘troncos’ – pais e avós – precisamos transmitir seus ensinamentos (pelo exemplo) aos filhos e se esforçar para que a união conjugal e familiar se perpetue. Não há vivência familiar perfeita, mas é salutar guardar bons momentos da vida e, deixar de lado os sentimentos negativos que nos fazem sofrer. Natal é tempo de valorizar a vida familiar. Cristo continua clamando pela união dos lares, pela boa relação entre pais e filhos, entre esposos e esposas e entre netos e avôs.

Que o natal do na o de 2011 possa ser um natal de renovação e valorização da família, que exista mais união e entendimento, perdão, humildade e, de modo especial mais carinho e atenção entre as famílias, principalmente entre pais e filhos, esposos e esposas. Que na passagem do ano, 2011 carregue as amarguras, ódios, desentendimentos e rancores que estão guardados em nosso coração. Acendamos com 2012 a fé, a esperança e a vontade de viver, fazer o bem vencer e que possamos ajudar a transformar o mundo. Que o amor, a paz e a luz de Deus sempre se façam presentes em nossa vida. Que em 2012, nos momentos de dúvidas, incertezas e escuridão da vida, Cristo se torne nossa luz e esperança. Feliz Natal e próspero ano novo e que no próximo ano estejamos juntos novamente.

AUTOR: Prof. Me. CIRO JOSÉ TOALDO (Naviraí – MS).
Fonte: http://www.navirainoticias.com.br/

Post. Prof. Nilton Matsui

Prof. Me. CIRO JOSÉ TOALProf. Me. CIRO JOSÉ TOALDO (Naviraí – MS)DO (Naviraí – MS)Prof. Me. CIRO JOSÉ TOALDO (Naviraí – MS)Prof. Me. CIRO JOSÉ TOALDO (Naviraí – MS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário